Licenciando o SQL Server 2008 R2 – Part I

Olá pessoal, boa tarde!

Em pleno domingão chuvoso estava ganhando inspiração pra fazer um novo post, estou super empolgada para falar das novidades do SQL Server 2012 como a um tempo atrás eu fiz uma série de posts falando do Column Store Index (projeto Apollo), mais hoje vou abrir uma exceção.

Isso por que a maioria dos clientes que atendo e colegas de área sempre tem dúvidas relacionadas a parte de licenciamento do SQL Server 2008 R2.

Então vamos lá, bom sabemos que está chegando ao mercado brasileiro, mais precisamente, primeiro trimestre de 2012 a nova versão do produto antes com o codi-name Denali mais agora oficial SQL Server 2012.

Por enquanto ainda não vamos falar do licenciamento da nova versão, este é um assunto para daqui a pouco, mais pra quem desejar se adiantar pode encontrar infos no link a seguir: http://www.microsoft.com/sqlserver/en/us/future-editions/sql2012-licensing.aspx

Hoje voi focar no licenciamento do SQL Server 2008 R2 e desvendar os grandes mitos ou dúvidas sobre o mesmo. 🙂 🙂 🙂

Existem basicamente duas formas de licenciamento, uma que chamamos de “Licenciamento Por Processador” e a outra de “Licenciamento Servidor/CAL” estas duas formas sofrem algumas variações dependendo do cenário que estiverem sendo aplicadas.

Fique atento as observações referente as edições do SQL Server 2008 R2:
As edições SQL Server 2008 R2 Datacenter e SQL Server 2008 R2 Web são comercializadas somente dentro do modelo “Licenciamento Por Processador”.

A edição SQL Server 2008 R2 Developer é  restrita ao uso em desenvolvimento e testes e é licenciado Por Usuário.

Feitas as considerações princípais, bora entender os dois formatos de licenciamentos,  mais vale ressaltar que as regras efetivamente devem ser vistas no PUR – Product Use Rights.:


LICENCIAMENTO POR PROCESSADOR FÍSICO:

Dentro desse modelo não é preciso adquirir Calls de acesso, ele inclui acesso para um número ilimitado de usuários ou dispositivos conectarem-se, tanto dentro como fora da rede corporativa, porém  vc precisa licenciar todos os processdores físicos da máquina, ou seja, se vc estiver licenciando uma máquina com dois procs, vc precisará adquirir duas licenças do SQL Server e assim por diante.

Observações:

  • Uma licença Por Processador é necessária para cada processador instalado em cada ambiente de sistema operacional executando o SQL Server ou qualquer de seus componentes (por exemplo, o Analysis Services).
  • Para o SQL Server executado em ambientes de sistema operacional físicos você deve licenciar todos processadores físicos.
  • Os custos de licença Por Processador são os mesmos, independentemente do número de núcleos do processador.

Dúvida comun:

***Dentro desse cenário normalmente alguns perguntam:
Se eu configurar o SQL Server para usar apenas 1 proc e não todos os procs da máquina, posso licenciar apenas a quantidade que eu estiver usando?
Resp: Não, a regra é clara, dentro do modelo “Por Processar Físico” todos os procs da maquina deverá ser licenciado, logo vc deverá adquirir uma licença para cada, independente se vc configurar o SQL Server para não usar todos, isso por que por default quando instalado o SQL Server já reconhece todos os procs da máquina.

Bom galera…. é isso ai segura que a segunda parte ja esta saindo.. 🙂

Anúncios

Sobre liviasarto

I really love work with SQL Server. Do you like that too? Come on ... Join me

Publicado em 15/01/2012, em SQL SERVER 2008 R2. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: